sexta-feira, 1 de abril de 2016

Ótimo mês para os investimentos e Péssimo para todo o resto (Parte 1)

E ae Pessoal! Beleza??

No meu ultimo post falei sobre a minha internet da GVT. Pois eh!!!
Estou sem internet em casa desde aquele post.

Estou vivendo em uma ilha. Não tenho internet em casa e consumi todo o meu plano de dados do celular.

Resultado: Não consigo nem acessar e-mails.

Por esse motivo não fiz mais nenhum post.

Pedi para um amigo compartilhar o 3G dele comigo só para publicar esse post rápido com o fechamento do mês.

Vou ver se consigo publicar a parte 2 até domingo com o fechamento completo, com os gráficos separados por aplicação, etc.

Então segue abaixo só o fechamento simplificado do mês.



Esse foi o melhor mês para os investimentos.

O aporte foi baixo, pois tive que pagar IPVA e outras despesas que eu não estava contando.

A partir do mês que vem o aporte deve voltar ao normal.

E mais uma vez peço desculpas pela falta de post ao longo de praticamente 1 mês.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Semana Feliz na Bolsa da Valores

E ae Pessoal! Beleza??

Hoje vou falar um pouco sobre essa semana que acabou de passar.

Como todos vocês sabem, sou um endividado e comecei a investir a pouco tempo com o objetivo de pagar todas as minhas dívidas.

Apesar de não ter muito dinheiro para investir, já comecei diversificado. Eu sei que para o meu montante isso não é muito recomendado, mas já que estou aprendendo, resolvi já fazer da mesma forma que eu faria caso eu tivesse um patrimônio de uns 100 mil por exemplo.

Então meu patrimônio está da seguinte forma:

Poupança: 18%
Fundo DI: 14%
Ações: 14%
Tesouro Direto: 44%
Cooperativa: 1%
Dólar (Fundo Cambial): 9%

Então vamos falar especificamente dos 14% em ações.

Eu comprei um lote de 100 ações PARC3 por 9,66 no final de dezembro de 2015.

Depois comprei um lote de 100 ações ITSA4 por 6,28 no final de janeiro 2016.

De tanto acompanhar o mercado, considero que paguei caro pela PARC3, pois durante boa parte do tempo o valor dela ficou abaixo do que eu havia pago.

E com relação a ITSA4, considero que paguei muito barato, pois ela sempre ficou acima do valor que eu paguei.

Quando essa semana começou, eu pensei em diversificar melhor o meu portfólio de ações, comprando alguma coisa que pudesse ter um crescimento grande nos próximos anos.

Então na ultima quarta-feira 02/03/2016 resolvi vender meu lote de PARC3 por 9,94.

Vendi com um lucro de menos de 3%, que apenas deu para pagar os custos das transações de compra e venda do lote.

Com o dinheiro, comprei 2 lotes de SHUL4 por 2,78 e 2 lotes de PTBL3 por 1,91.

No ultimo fechamento (04/03/2016) os valores já estavam em 2,87 para a SHUL4 e em 2,21 para a PTBL3.

No próprio de 04/03/2016, minhas ações de ITSA4 que paguei 6,28 já estavam em 8,20 então eu também resolvi realizar o lucro e vender meu lote de ITSA4.

Eu gosto bastante de ação. Caso ela caia novamente eu volto a comprar.

Só no caso de ITSA4, ganhei 30% em pouco mais de 1 mês.

Eu levaria pelo menos 2 anos para ganhar tudo isso em uma aplicação de renda fixa.


Atraso na postagem

Desculpem o atraso na postagem dessa semana.
Estou tendo muito problema com a minha internet em casa.

Uma marca diz muita coisa sobre o produto.
Desde que a VIVO comprou a GVT, eles conseguiram jogar uma ótima empresa no lixo.

Eu já tive inúmeras brigas com essa empresa de bosta.

Estou há uma semana com intermitência no sinal.
Hora funciona, Hora cai.

Na minha opinião, a VIVO deveria se obrigada a parar de vender novas linhas.

Liguei agora para abrir o chamado reclamando sobre o sinal de internet e telefone e tiveram a cara de pau de agendar o serviço para a próxima sexta-feira.

Como assim??? Vou ficar uma semana sem o serviço???

A VIVO não dá mais!!!

Acabaram com a GVT!

terça-feira, 1 de março de 2016

Fechamento Fevereiro 2016 (Retificação)

E ae Pessoal! Beleza??

Ontem eu corrigi para postar o fechamento do mês e acabei esquecendo de postar a planilha principal.

Além disso, só hoje, dia 01/03/2016 que tive a visão da posição das aplicações que possuo na CAIXA no dia 29/02/2016. Até a hora que fiz a postagem, a posição ainda era do dia 26/02/2016.

A diferença é mínima, mas como estou tendo que retificar a postagem por causa da planilha principal com a variação anual, já aproveito para atualizar os valores.

Então segue abaixo.




Então é isso pessoal. Me desculpem pelo equívoco.

Abraço!!!!!

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Fechamento Fevereiro de 2016

E ae Pessoal! Beleza??

Chegamos ao final de mais um mês, então vamos ao fechamento de Fevereiro de 2016.

Esse mês me esforcei bastante e consegui fazer um aporte que eu considero muito bom, no valor de R$ 1.559,55 dividido entre os 4 investimentos abaixo.


Como esperado, o rendimento total da minha carteira em fevereiro foi bem inferior ao de janeiro, com variação de apenas 0,46%.

O baixo resultado se deve principalmente ao fato das ações terem caído 2,71% nesse mês.





Esses 0,46% de rendimento representaram o montante de R$ 53,84.



Com isso, o incremento do patrimônio foi de R$ 1.614,46, somando o aporte com os rendimentos, conforme quadros abaixo.










A carteira por produto ficou conforme imagens abaixo.







Como vocês podem observar, esse mês fiz aportes em dois investimentos diferentes: Cooperativa e Dólar.

Com relação a cooperativa eu coloquei apenas R$ 100,00 para testar como vai ser o rendimento.
Já com relação ao Dólar, na verdade eu coloquei o dinheiro em um fundo cambial.
Se o dólar disparar, vou ganhar um pouquinho com isso também.
Eu fiz esses aportes no final da semana passada, portanto ainda é muito cedo para avaliar os rendimentos.

No fechamento do mês de março teremos uma noção melhor de como esses dois investimentos se comportarão.

Então por hoje é só pessoal.

Semana que vem volto a fazer o post normal de domingo.

Valeu!!!



domingo, 21 de fevereiro de 2016

CPMF (PQP)

E ae Pessoal! Beleza?

Essa semana continua bastante complicada.
O tempo pra mim continua sendo o maior problema.
To trabalhando bem acima do normal.

Para vocês terem uma ideia, eu que acompanho bastante a blogosfera de finanças, não consegui ler nenhum post dos amigos blogueiros.

Então hoje vai ser um post bem rápido, como na semana passada.


Atividades físicas

Tenho conseguido manter regularmente o meu novo hábito de caminhadas. Dos 7 dias da semana caminhei 5 dias.



Investimentos

Esse mês ainda não fiz aportes.
Farei aportes apenas na semana do dia 21 ao dia 27.




Desabafo

Hoje quero falar um pouco sobre um comentário que li no Valor Econômico.

Essa semana saiu uma matéria no valor.com.br sobre o corte de 23 Bilhões que o desgoverno do PT fará para tentar ajustar as contas.

Logo após a matéria resolvi ler os comentários. Lá haviam várias pessoas criticando os desmandos das políticas econômicas do governo, então me deparei com um retardado acéfalo criticando quem estava criticando as políticas absurdas do PT.

O jumento conseguia defender esses imbecis do governo, falando que quem estava contra a Dilma também estava contra o país, dizia que os críticos são favoráveis ao quanto pior melhor.

E no final o desgraçado concluiu mais ou menos assim: O País está muito bom e para resolver os problemas que talvez ainda restem, basta aprovarem a CPMF e começarem a tributar grandes fortunas.



PUTA QUE PARIU!!!!


Que merda de CPMF???

Que merda de tributação de fortunas????



Um cara desse é um débil mental.

A CPMF é um imposto absurdo. Custa mais de 50% do rendimento da poupança.
Um filho da puta desses não deve ter nem conta bancária.
Nós já temos a maior carga tributária do mundo e ainda querem colocar mais um imposto.

Aí o cara trabalha a vida toda, constrói um patrimônio grande e vem um filho da puta querer taxar mais ainda o cara.

A pessoa que tem uma grande fortuna trabalhou para isso. Pagou todos os seus impostos e depois que construiu tudo, vem um governo de bandidos para tomar um pedaço.

Me desculpem quem gosta desses esquerdopatas cegos, mas eu acho que eles deveriam ser condenados a se mudarem para cuba.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Na Correria

E ae Pessoal! Beleza??

Hoje estou trabalhando pesado, e infelizmente como eu só tenho tempo de escrever para o blog no domingo, não consegui preparar nada interessante pra hoje.

Estou escrevendo agora basicamente para pedir desculpas pela falta de tempo.

Abaixo vou pontuar algumas coisas...

Atividades físicas

Tenho conseguido manter regularmente. Dos 7 dias dessa semana, fiz minhas caminhadas/corridas em 4 dias. Basicamente estou praticando exercícios dia sim/dia não.



Investimentos

Esse mês ainda não fiz aportes.
Farei aportes apenas na semana do dia 21 ao dia 27


Geral

Hoje eu gostaria muito de reclamar sobre a equipe responsável pelo Tesouro Direto.
Desde que comecei os meus aportes no Tesouro Direto, utilizo o app “Tesouro Direto BR - Renda Fixa”.

Esse app tem uma série de funcionalidades, incluindo um chat e um fórum muito interessantes.

O legal é que esse app consegue se conectar ao site do tesouro e capturar as informações de todas as minhas aplicações. Pelo app eu conseguia controlar a evolução dos meus rendimentos sem maiores problemas.
Ele atualizava a minha carteira de investimentos e me mostrava de forma rápida e fácil.

Agora o pessoal responsável pelo Tesouro Direto resolveu dar um jeito de bloquear a captura das informações pelo app.

Ao invés deles criarem um app melhor, eles simplesmente tentam matar um que é muito bom.

É por isso que eu detesto praticamente todos os serviços públicos.
Os caras são incompetentes, vampiros do dinheiro público, e tentam matar todo tipo de concorrência que possa existir.

Eu gosto bastante do TD, mas esse mês vou fazer um aporte muito menor nele, pois passarei a ter mais dificuldade para controlar minha carteira.
O aporte menor será como uma forma de protesto. Sei que não vai dar em nada, mas é o que eu posso fazer para registrar minha indignação.
No mês que vem devo fazer os aportes normalmente no TD.


Então é isso pessoal.
Desculpe pelo post curto, mas é o que tem para hoje.

Na semana que vem devo retomar a regularidade.

Abraço!!!!

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Finanças no Carnaval

E ae Pessoal! Beleza??

Hoje é domingo, dia de postar no blog, mas eu não tenho muita coisa para falar não.

Com relação a meta de atividades físicas, estou conseguindo manter sem maiores problemas.
Mas essa semana, tive que reduzir as atividades em aproximadamente 2km.
Estive com o tempo mais apertado e reduzi para não me atrasar e nem ficar sem fazer os exercícios. Mas vou compensar agora no feriado.

Geralmente eu escrevo no blog após a corrida de domingo pela manhã, mas hoje ainda não fui. Pretendo ir no final da tarde, pois hoje o clima está aparentemente mais quente que o normal.

Já com relação às finanças, desde o fechamento do mês passado, nada aconteceu de diferente.

Até esse ponto do mês os rendimentos já atingiram R$ 26,20, com a poupança contribuindo com o maior montante até agora, seguido de Tesouro, Ações e Fundo DI.




Com relação a vida profissional, tudo segue normalmente também.
A maioria das coisas que me propus a fazer essa semana eu consegui terminar.

Boa parte dos meus/minhas colegas de trabalho foram viajar agora no carnaval. Muitos deles foram para um tal de Carnavio.

Eu como não gosto de carnaval e nem estou disposto a gastar dinheiro, vou passar o feriado em casa com a esposa e o cachorro.

Devo assistir alguma série no Netflix.

Há alguns posts atrás, comentei sobre a minha ideia de reduzir o meu custo de vida para poder aumentar os aportes.
Essa semana consegui cancelar a TV a cabo.

Não é muita coisa, mas já vai ser uma economia de R$ 80,00.


Aproveito para deixar aqui um agradecimento ao Uorrem Bife do blogdouo que me incluiu no ranking que ele monta mensalmente.

Ainda estou aguardando o Pobreta me incluir no dele também. Por enquanto ele me deixou na geladeira, hehehe, mas continuo com fé que ele ainda vai me incluir um dia.

E como não poderia deixar de ser, gostaria de agradecer aos comentários da galera que está visitando o blog.
Isso está me motivando a continuar.

No post do próximo domingo pretendo escrever sobre os dois lotes de ações que possuo, PARC3 e ITSA4.

Abraço pessoal e até o próximo domingo.

domingo, 31 de janeiro de 2016

Fechamento Janeiro de 2016

E ae Pessoal! Beleza??

Chegamos ao final do mês. E como deve acontecer com toda blogosfera de finanças, vamos ao fechamento de janeiro de 2016.


Com relação a meta de exercícios físicos, informo que estou conseguindo manter sem maiores problemas.

Esse mês corri/caminhei 116,6km em 19 atividades, o que da um total de 6,13km por atividade.
Nas ultimas atividades senti algumas dores no joelho, mas isso não me desanimou. Vou continuar observando essas dores. Se piorar, vou procurar um ortopedista.

Agora vamos ao que interessa!!!

Uma coisa que é importante deixar bem claro, é que tanto a variação percentual quanto em reais (R$) representa o valor líquido, já descontando o IR, IOF e outras coisas.
Eu só trabalho com o valor líquido, pois não me adianta nada eu ter R$ 1.000,00 bruto, mas se eu precisar do dinheiro só poderei pegar efetivamente R$ 775,00, descontando os 22,5% de imposto de renda.
A poupança já é líquida por natureza, o tesouro eu só olho para o valor líquido, o fundo DI também, e as ações eu coloco a taxa de corretagem da compra, ou seja, se eu comprar um lote de 100 ações por R$ 10,00 cada, que da um total de R$ 1.000,00, eu considero como aporte R$ 1.010,00, pois tem a taxa de corretagem.

Então, sem mais delongas, segue a resultado de janeiro.


Fiz algumas horas extras em dezembro e acabei recebendo uma graninha a mais nesse mês de janeiro, e foi tudo para o aporte.

O total aportado foi de R$ 1.568,43, divido entre os 4 produtos conforme tabela e gráfico abaixo.





O rendimento total da minha carteira foi de 2,28%, com clara vantagem das ações, que tiveram uma incrível performance de 5,73%.






Agora vem a melhor parte, que é justamente o quanto de dinheiro esses 2,28% representaram.

Esse mês de janeiro os rendimentos atingiram R$ 232,59.
É isso mesmo. Eu estava torcendo para que os rendimentos chegassem a R$ 100,00, mas o excelente desempenho das ações superou todas as minhas expectativas.

Com isso, o incremento do patrimônio foi de R$ 1.801,02, somando o aporte com os rendimentos, conforme quadros abaixo.

A carteira por produto ficou conforme imagens abaixo.

Com relação as ações, esse mês comprei um lote de 100 ações da Itaúsa (ITSA4) por R$ 6,28 cada, totalizando R$ 628,00 + R$ 10,00 de taxa de corretagem = R$ 638,00.

Essa ação fechou o mês em R$ 6,88, totalizando R$ 688,00.

Já a PARC3 fechou mês em R$ 10,10, totalizando R$ 1.010,00.

E assim minha carteira chegou a R$ 10.432,71.

Nem preciso falar o quanto estou feliz com esse resultado. Isso representa uns 13% da minha dívida com o banco.

É óbvio que eu não espero um resultado desse todos os meses, mas que isso me deu mais confiança para continuar, isso deu sim.
E quero aproveitar o fechamento do mês para agradecer a todos os comentários de apoio que venho recebendo. Eu realmente não imaginava que seria tão legal.
Muito Obrigado a Todos!!!!!
  
 

domingo, 24 de janeiro de 2016

Metas para 2016

E ae Pessoal! Beleza??

No post de hoje vou falar sobre metas.



Eu finalizei dezembro com R$ 8.631,69 aplicados. E conforme eu falei no post mais lido aqui blog, COMO ME TORNEI UM ENDIVIDADO, hoje, tenho disponibilidade de fazer aportes de apenas R$ 1.000,00 por mês.

Então o mais plausível seria eu ter uma meta de aporte anual de R$ 12.000,00, que somado ao total do ano passado, chegaria em dezembro de 2016 com um capital de pouco mais de R$ 20.600,00, sem contar os rendimentos.

Só isso já seria uma grande vitória para o meu caso, mas na minha opinião, metas devem ser coisas mais desafiadoras.

E uma coisa desafiadora é bem diferente de uma coisa inalcançável.

Não adianta eu colocar uma meta de acumular um milhão de reais ao final de 2016, pois isso é simplesmente impossível. Mesmo que o meu aporte fosse de 100% da minha renda, eu nunca chegaria a esse valor tão absurdo.

Então eu acredito que metas devem ser desafiadoras, que não sejam tão fáceis de alcançar, porém, que sejam possíveis com bastante esforço.

Além disso, o ideal é que os grandes objetivos possam ser quebrados em metas menores, de modo que ao longo do tempo você consiga ir batendo uma a uma e chegando cada vez mais perto do objetivo final.

O meu primeiro grande objetivo é conseguir quitar um empréstimo que eu fiz no valor de R$ 80.000,00.
Como é impossível atingir esse objetivo agora em 2016, vou perseguir algumas metas menores, mas que me ajudarão a quitar esse empréstimo no final de 2017 ou no início de 2018.

Então segue abaixo as minhas metas para 2016

1)    Aportar um total de R$ 16.500,00 até final do ano

Isso representa um aumento de 37,5% da minha capacidade de aportes mensais.
Como pretendo conseguir isso??
•    Reduzindo o meu custo de vida, o que vai ser bem difícil com essa inflação descontrolada e um banco central completamente submisso e sem compromisso com o controle monetário.
•    Quitando dívidas e não fazendo novas.
•    Aportando toda diferença dos dois itens acima.



2)     Fechar o ano com um total de R$ 27.000,00 de patrimônio financeiro.

Essa parte vai ser bem difícil também, pois mesmo que eu consiga atingir a primeira meta de aportes, os rendimentos das aplicações devem somar aproximadamente R$ 1.900,00.
Para esse caso, ou minhas aplicação vão render muito ou os meus aportes vão ter que ser maiores que o planejado na meta número 1.


3)    Manter o hábito de correr pelo menos 4km 4 vezes por semana

Iniciei minhas corridas no dia 03/01/2016 e até o momento tenho conseguido manter esse hábito.
Hoje mesmo fiz minha corridinha de 6,14km em 01:00:22. Ainda estou bem lento, mas pelo menos estou tentando.
Pretendo levar esse novo hábito para o resto da vida.


4)    Emagrecer 5Kg

Com certeza essa vai ser a meta mais complicada.
Atualmente estou com 93Kg e quero chegar nos 88Kg.
Ainda não sei como vou fazer isso, mas com certeza a meta número 3 vai me ajudar bastante.

Então, por hoje acho que é isso.

Espero que vocês continuem aqui acompanhando o atingimento dessas metas ao longo de 2016.

Abraço!!!!

domingo, 17 de janeiro de 2016

O dinheiro começou a trabalhar pra mim


Eae Pessoal! Beleza??

Como de costume, a primeira parte do post é sobre a minha meta de exercícios físicos.




Essa semana choveu aqui em Brasília, o que dificultou um pouco as minhas corridinhas matinais de todos os dias.
Então acabei correndo “dia sim/dia não” e com isso percebi uma coisa: O meu desempenho melhorou um pouco.

Acho que esse dia de descanso entre as atividades acabou mais ajudando do que atrapalhando.

Mas como choveu na sexta-feira e no sábado, acabei ficando dois dias se ir.

Hoje quando acordei estava chuviscando, mas se eu não fosse, poderia acabar desanimando, então fui fazer minha corrida mesmo com o tempo ruim.

Estou levando as corridas tão a sério quanto a minha vida financeira.

E para minha surpresa, essa foi a corrida mais rápida, com média de 7:54 min/km.

Para quem passou mais de 10 anos vivendo de forma sedentária, acho que estou evoluindo até bem.


Vida Financeira


Com relação a parte financeira, tenho controlado cada centavo gasto.
Hoje sei exatamente quanto gasto mensalmente até na padaria, e isso tem me ajudado bastante.
Como estou fazendo isso desde outubro, já consegui ter a visão de onde o meu orçamento está mais estourado e já estou tomando medidas para reduzir alguns gastos.

Estou com uma meta de reduzir R$ 1.000,00 em meu custo de vida até o final de 2016, assim poderei aumentar o meu aporte.

E para aqueles que estão endividados como eu, informou que vou fazer isso de uma forma bem simples: Quitando dívidas e não contraindo novas.

Além disso, vou me livrar de alguns serviços que não são essenciais, como a TV a cabo por exemplo.

Não estou dizendo que todos devem cortar sua TV a cabo, só estou falando que pra mim isso não é um serviço essencial e não vai me fazer falta. Só não fiz isso ainda, pois estou naquele período de fidelidade, então vou ter que aguardar mais alguns meses.

Estou avaliando a possibilidade de cortar vários serviços não essenciais.

O Netflix por exemplo, é um serviço essencial pra mim, por tanto, esse eu vou manter.


Investimentos


Com relação aos investimentos, em janeiro ainda não fiz nenhum aporte, pois recebo o meu salário apenas na penúltima semana do mês, mas nem por isso deixo de acompanhar os rendimentos semanalmente.

Hoje estou especialmente feliz, pois descobri que, só em janeiro de 2016, até agora (17/01/2016), já ganhei R$ 80,09.
Pode parecer pouco, mais são R$ 80,09 que eu não trabalhei para conseguir.

Eu consegui, mesmo que em uma escala muito pequena, fazer o dinheiro trabalhar pra mim.

Como ainda falta praticamente meio mês pela frente, estou estimando que ganharei pelo menos R$ 100,00 até o dia 31.

Abaixo segue o rendimento por produto.

  
Poupança: R$ 12,36
Tesouro: R$ 37,79
Fundo DI: R$ 7,94
Ações: R$ 22,00

O gráfico também faz referência a mais duas aplicações: Cooperativa e FII.

FII é o fundo imobiliário e Cooperativa é uma cooperativa financeira na qual a instituição onde trabalho tem um convênio.
Para quem quer aplicar, a cooperativa tem um fundo de renda fixa e para quem quer crédito a cooperativa faz empréstimos com esse dinheiro.

A aplicação é muito similar ao Tesouro Selic, porém a taxa é levemente maior (SELIC: 14,25% e Cooperativa: 14,30%).
Essa é uma cooperativa fechada só para funcionários de algumas empresas. E quando digo algumas, é algumas mesmo, apenas 6 instituições no Brasil todo e sem possibilidade de expansão.

Da mesma forma que o FII, também não fiz nenhum aporte na cooperativa. Estou avaliando as duas possibilidades ainda, mas já deixei o gráfico preparado.

Ações

No ultimo post me perguntaram sobre as ações que eu comprei e eu fiquei de falar nesse post de hoje.

No dia 21/12/2015 eu comprei um lote de 100 ações da Par Corretora De Seguros S/A (PARC3).

Comprei a R$ 9,66 e hoje está em R$ 9,90.
Na semana passada chegou a R$ 10,35, mas não vendi, pois não tenho a intenção de fazer trade. Quero comprar ações para ser "sócio" de boas empresas.

Comprei PARC3 por ser boa pagadora de dividendos e porque aparentemente o mercado de seguros não tem sofrido tanto com a crise.


Mas com eu disse no outro post... “Eu não entendo P.... N...... de mercado financeiro”

Estou apenas testando o mercado para ver como é.

Então quero deixar bem claro que PARC3 não é uma recomendação. É só uma opção que fiz. Se é uma opção boa ou não eu só vou descobrir depois.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Fechamento de 2015

E ae pessoal! Beleza?

Uma semana já se passou desde o ultimo post.
Aos poucos eu vou me acostumando a escrever por aqui.

Então hoje vou mostrar o fechamento do ano de 2015, que é um requisito para que eu possa participar do ranking.

Mas antes do fechamento do ano passado, eu gostaria de compartilhar com vocês que um dos meus objetivos do ano de 2016, que é a prática regular de exercícios, eu estou conseguindo cumprir.

Comecei no dia 03/01/2016 e estou seguindo firme e forte. Só descansei no sábado dia 09/01/2016.
Estou fazendo caminhadas de pelo menos 6 Km por dia.
A cada dia tenho reduzido mais o meu tempo.
Hoje por exemplo fiz 7,4 Km em 1h 11min.
Estou utilizando o Runkeeper para monitorar o tempo e o trajeto.
E mantenho o Runkeeper conectado ao http://movamais.com, que é uma startup que troca atividades físicas por pontos, que você pode transferir para a sua conta no Multiplus por exemplo e trocar por passagens aéreas e outras coisas.

Agora, sem mais delongas, segue o fechamento do ano de 2015.

Finalizei o ano com R$ 8.631,69 aplicado.


 Pode até parecer pouco, mas eu nunca tive tanto dinheiro assim aplicado.





Os aportes foram feitos da seguinte forma.






 
E o patrimônio por produto seguiu da seguinte forma.




Como eu já disse antes, não sou expert em finanças e também não entendo muita coisa sobre aplicações financeiras. Estou experimentando o mercado e pretendo ir aprendendo com o tempo. 

Então esse foi o fechamento do ano de 2015. 



domingo, 3 de janeiro de 2016

Como eu me tornei um Endividado


E ae pessoal! Beleza?

Conforme prometido, hoje vou contar um pouco de como me tornei um endividado.

Acho que esse será o ultimo post biográfico.

A partir do próximo eu já quero começar a falar sobre os investimentos e amortização de dívidas.

Então vamos lá...

Após eu me tornar um programador como eu queria, comecei a ganhar mais e minha família (pais e irmão) começou a sugerir a compra de um carro. Eu vivia pegando o carro dos meus pais emprestado para sair com a namorada e isso acabava gerando um problema de mobilidade para eles.
 
Como eu não queria financiar um carro, acabei fazendo um consórcio (PRIMEIRO ERRO) no valor de uns R$ 38.000,00 em 60 parcelas, no valor de uns R$ 750,00 se não me engano.

Após uns 6 meses pagando, acabei mudando de emprego para a empresa que trabalho hoje, mas continuei pagando normalmente.

No ultimo post eu falei que tive uma redução 50% do salário quando mudei de emprego, então, nesse momento a minha renda líquida era de aproximadamente R$ 2.000,00.

Após mais 6 meses eu queria muito comprar um carro, pois agora o meu irmão também pegava o carro dos meus pais emprestado para sair com a namorada dele e só um carro em casa estava realmente inviável.

Como eu não tinha a grana para dar o lance, fiz um empréstimo (SEGUNDO ERRO) de 10.000,00 com juros bem menores que o financiamento de um carro, mas na época a prestação ficou na casa de uns R$ 250,00.

Utilizei os R$ 10.000,00 do empréstimo + 5.000,00 da própria carta de crédito e dei um lance de R$ 15.000,00.

Fui contemplado e finalmente comprei o carro. Um carro popular 1.0 zero KM (TERCEIRO ERRO).

Ou seja, agora eu tinha R$ 750,00 do consórcio + R$ 250,00 do empréstimo.

Para quem tinha uma renda de R$ 2.000,00, isso já representava 50% da renda.



Já com o carro descobri que existiam custos que eu não havia contabilizado (QUARTO ERRO), como Revisão, Combustível, IPVA, Estacionamento, Seguro, etc.
Tudo isso já comprometia em média mais uns R$ 400,00 da minha renda.

Agora já eram R$ 750,00 + R$ 250,00 + R$ 400,00 = R$ 1.400,00.

70% da minha renda já estava comprometida apenas com o carro.

Fiquei nessa por mais ou menos uns 6 meses até que fui promovido na empresa pela primeira vez.

Minha renda líquida iria subir de R$ 2.000,00 para R$ 3.000,00.

Duas semanas depois, passeando pela cidade, vi um lançamento de um empreendimento imobiliário. Era um condomínio diferente de tudo que existia aqui no meu bairro.

Eu morei a minha vida toda em um apartamento pequeno, de 2 quartos. Nesse apartamento viviam 4 pessoas (meus pais, meu irmão e eu) e no condomínio não havia nenhuma área de lazer, mas isso nunca foi problema pra mim.

Mas de repente eu vi a possibilidade de comprar um apartamento muito maior, em um condomínio muito melhor, com uma área de lazer gigante, tendo piscina, academia, vários salões de festas, sauna, cinema, etc.

Fiquei tentado, pois eu teria em pouco tempo um patrimônio muito superior ao que os meus pais construíram em uma vida toda de trabalho (QUINTO ERRO).

A negociação era simples, R$ 10.000,00 de entrada + R$ 500,00 de parcelas mensais + R$ 2.000,00 de parcelas semestrais até a entrega do empreendimento, quando eu teria que financiar o saldo devedor

O valor total na época era de R$ 200.000,00.

Eu não tinha os R$ 10.000,00 da entrada, então fui lá no banco renovei o empréstimo e peguei mais R$ 10.000,00 e a prestação que era de R$ 250,00 passou para uns R$ 400,00.

Agora eu tinha R$ 750,00 (consórcio) + R$ 400,00 (empréstimo) + R$ 400,00 (Despesas do carro) + R$ 500,00 (Apartamento) + R$ 350,00 que eu tinha que juntar mensalmente para pagar a parcela semestral do apartamento, o que gera um total de R$ 2.400,00.

Nesse momento 80% da minha nova renda já estava comprometida.

Alguns meses depois fui assaltado junto com minha namorada e me roubaram o carro.

A sorte é que eu tinha seguro.

A seguradora quitou o consorcio e me pagou a diferença em dinheiro.

Mas olha só, eu paguei aproximadamente R$ 33.000,00 no carro, mas quando fui roubado o preço dele na tabela FIPE estava em uns R$ 25.000,00.
E eu ainda devia uns R$ 5.000,00 para o consórcio.

Resultado, a seguradora me deu aproximadamente R$ 20.000,00.

Eu poderia ter feito uma série de coisas com esses R$ 20.000,00, inclusive pagar boa parte das dívidas e começar a remar novamente. Mas se eu tivesse feito isso, eu não seria o endividado de hoje.
Então eu peguei esses R$ 20.000,00 eu fui comprar um carro novo.

Eu poderia ter comprado um carro popular 1.0 usado dessa vez e ficado com o carro e sem prestações. Mas como eu já disse, se eu fizesse isso eu não seria o endividado.

Então fui até a concessionária e comprei um carro 0KM novamente. Mas dessa vez eu não comprei um carro popular. Comprei um hatch médio esportivo 2.0 com bancos de couro e tudo mais que tinha direito.



Dei os R$ 20.000,00 de entrada e financiei o restante em 60 vezes de quase R$ 1.000,00.

Na época o único cálculo que eu fiz foi o seguinte: Já que eu pago R$ 750,00 pra andar de carro popular sem ar, eu posso pagar R$ 1.000,00 pra andar com muito mais conforto e segurança (SEXTO ERRO).

Nem preciso falar que os custos com o carro subiram de R$ 400,00 para pelo menos uns R$ 600,00.

Agora estamos assim: R$ 1.000,00 (carro) + R$ 400,00 (empréstimo) + R$ 600,00 (custo carro)  + R$ 600,00 (apartamento com reajuste pelo IGMP) + R$ 450,00 (semestral com reajuste pelo IGMP), totalizando uns R$ 3.050,00 de custo fixo por mês.

E eu já estava com a renda 100% comprometida.

A minha sorte é que uns dois meses depois que eu comprei o carro novo surgiu mais uma oportunidade no trabalho e a minha renda liquida mensal passou para uns R$ 4.000,00.

Então a minha renda comprometida ficou pouco abaixo de 80%.

Com o passar do tempo, o momento de receber o apartamento estava se aproximando e eu comecei a pesquisar sobre armários planejados.

Acabei comprando os armários 1 ano antes da data prevista para entrega do apartamento (SÉTIMO ERRO).

Caí na conversa do vendedor que seria melhor comprar agora, pois compraria com o preço atual e lá na frente, quando o preço estivesse mais caro eu já teria pago tudo.

Lembro que a prestação ficou em R$ 1.200,00 mas eu pagaria R$ 600,00 e minha na namorada que na época já era noiva iria pagar os outros R$ 600,00.

Contabilizando: R$ 1.000,00 (carro) + R$ 400,00 (empréstimo) + R$ 600,00 (custo carro)  + R$ 600,00 (apartamento) + R$ 450,00 (aporte para prestação semestral) + R$ 600,00 (armários planejados) = R$ 3.650,00.

A renda comprometida já passava dos 90%.

Um ano depois, a construtora atrasou a entrega do apartamento e os armários ainda estavam sendo pagos, mas ao olhar o projeto novamente, resolvemos fazer mais algumas alterações. As alterações geraram mais um custo e tivemos que bancar uma prestação adicional de R$ 400,00 (OITAVO ERRO).

Porém nesse mesmo período surgiu uma nova oportunidade no trabalho e eu fui promovido novamente, agora com uma renda líquida de R$ 5.000,00.

Então para fechar ficamos assim:  R$ 1.000,00 (carro) + R$ 400,00 (empréstimo) + R$ 600,00 (custo carro)  + R$ 600,00 (apartamento) + R$ 450,00 (aporte para prestação semestral) + R$ 1000,00 (armários planejados) = R$ 4.050,00.

Renda comprometida ainda era superior a 80%.

Uns 6 meses se passaram e a construtora entregou o apartamento, mas tinha um problema... Como eu não havia gostado do acabamento dos materiais quando eu fui visitar a obra há uns meses, eu solicitei que a minha unidade viesse totalmente sem acabamento e eu faria do meu gosto.
No acordo eu receberia todo o material do acabamento sem instalação e eu poderia fazer o que quisesse dele.

Então eu tive que reformar o apartamento inteiro.

Pedreiro, pintor, eletricista, porcelanato, tinta, gesso, iluminação, mármores e granitos, etc.

Resultado, tive que fazer empréstimo para pagar pelos serviços: Pedreiro, Eletricista, Pintor, Gesseiro, Vidraçaria, etc.
E me endividei fodamente no cartão de crédito para comprar os materiais.

Aqui eu já havia perdido as contas, já não sabia quanto eu devia, trabalhava só para pagar dívidas e nem conseguia pagar todas.

Daí pra frente o negócio só piorou.

Fui promovido mais uma vez, mas isso não aliviou em muita coisa, pois a minha situação já estava completamente arrasada.

E eu vim empurrando essa situação até alguns meses atrás, quando resolvi dar um basta nessa vida de pagar juros.

Como eu já devia uns 20.000 em cartão de crédito, uns 10.000,00 em cheque especial, 50.000,00 em empréstimos e mais um monte de prestações, fiz o seguinte:

Fiz um novo empréstimo no valor de uns R$ 80.000,00.

Paguei os 20.000 do catão de crédito, os R$ 10.000 do cheque especial e 40.000 de vários empréstimos e também quitei uma série de outras prestações.

Com isso comecei a respirar e o meu salário começou a dar para pagar todas as contas.

Mas 100% da renda ainda estava comprometida.

Então fiz o seguinte, utilizei o meu FGTS que não rende nada parado lá, e reduzi a prestação do meu apartamento em 80%. Sei que essa não é a melhor forma de utilizar o FGTS em um financiamento imobiliário, mas fiz isso por um motivo, com a grana que sobrasse eu gostaria de começar os meus investimentos.

Então resumindo, agora sobram R$ 1.000,00 do meu salário todo mês e eu pretendo aportar 100% desse dinheiro todo mês.
A medida que o tempo for passando, mais dívidas serão quitadas e os aportes aumentarão.

O meu objetivo agora é conseguir juntar R$ 80.000,00 para quitar esse meu ultimo empréstimo.

Desde que comecei com essa estratégia (3 meses) já acumulei pouco mais de R$ 8.000,00, pois coloquei boa parte do meu 13º salário lá também.

Então agora estou com foco total nos R$ 80.000,00.

Vou começar a preencher a planilha de acompanhamento da carteira para que eu possa começar a participar do ranking do pobretão.

Mas hoje minhas aplicações estão dividas em Tesouro Direto, Fundo DI, Poupança e Ações.

A poupança eu deixo como capital de giro caso eu tenha alguma emergência.
E as Ações, na verdade eu comprei apenas um lote 100 para começar a aprender como funciona o mercado.

UFA!!!!

Pensei que nunca terminaria essa história de derrota minha.

A partir de agora, nesse blog só vamos falar sobre finanças.

Até a próxima então.